26.2 C
Canoas
segunda-feira, dezembro 5, 2022

Fernando Trabach Filho fala sobre sustentabilidade

- Advertisement -

Está cada vez mais evidente a necessidade de conscientização sobre a conservação do meio ambiente. Chamam a atenção para isso, fatores como o aumento da população global, crises ambientais e a escassez dos recursos naturais. Para o administrador de empresas Fernando Trabach Gomes Filho, nesse cenário, o trabalho de educação ambiental nas escolas consolida-se como essencial.

“Sabemos que a preservação do meio ambiente está diretamente relacionada à conscientização da sociedade, o que inclui a mudança de hábitos das pessoas. E isso só é possível por meio da educação. Entendo que pais e professores são agentes de transformação, desta forma, devem atuar em conjunto na disseminação dos valores voltados à sustentabilidade”, destaca Fernando Trabach.

Na opinião de Fernando Trabach, o desenvolvimento de projetos voltados à educação ambiental nas escolas é de fundamental importância para a sociedade em geral. “Devemos lembrar que a educação para a sustentabilidade está entre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela ONU. Criar programas e incluí-los na agenda escolar é uma poderosa estratégia para a formação de crianças e adolescentes, que se tornarão adultos comprometidos com a preservação ambiental”, ressalta o empresário e administrador.

Ainda de acordo com Fernando Trabach Filho, a educação ambiental deve estar presente no dia a dia não apenas das escolas, mas também das empresas e comunidades, incentivando práticas de consumo consciente, sempre com foco na sustentabilidade. “Precisamos que atitudes sustentáveis façam parte da nossa rotina. Sabemos que a conscientização e a mudança de hábitos acontecem com pequenas atitudes no nosso dia a dia”, afirma o administrador. 

A boa notícia é que vários projetos de educação ambiental já são realidade hoje nos diversos cantos do Brasil, como o Programa de Reuso de Águas Cinzas Escolares, desenvolvido no Ceará pelo Instituto Brotar. “Esse projeto reaproveita água utilizada no dia a dia de unidades escolares para promoção de hortas agroecológicas e educação ambiental. É um excelente exemplo de como usar a educação ambiental para divulgar a agroecologia, sustentabilidade e convivência com o bioma”, frisa Fernando Trabach Gomes Filho.

Fernando Trabach chama a atenção para fato de que a sustentabilidade deve fazer parte da rotina escolar, de modo que os funcionários sirvam de exemplo para as crianças. “O que é ensinado ao aluno deve acontecer na prática. Não adianta o professor falar sobre a importância da reciclagem, sendo que a própria escola não possui lixeiras voltadas à separação do lixo”, conclui.

Ultimas noticias