17.7 C
Canoas
sexta-feira, julho 1, 2022
0 0

Vereadores de Canoas rejeitam abertura de CPI para investigar afastamento do prefeito Jairo Jorge

- Advertisement -
Read Time:1 Minute, 3 Second

A maioria dos vereadores de Canoas não aprovaram a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os contratos da saúde e limpeza que foram alvos da Operação Copa Livre do Ministério Público (MP) que terminou com o prefeito Jairo Jorge afastado por 180 dias. Apenas três vereadores foram favoráveis.

Na sessão remota da última terça-feira (5), os vereadores Alexandre Gonçalves (PDT), Juares Hoy (PTB) e Jonas Dalagna (Novo), apresentaram um requerimento solicitando a abertura da CPI. Porém, o presidente da Câmara, Link (MDB), recusou e justificou que não haviam as sete assinaturas necessárias, pelas regras de casa, para dar seguimento ao processo.

Na tribuna, Hoy se mostrou indignado com a postura de Eralcido Link. “É um erro gigantesco, o senhor tem de ser responsabilizado”, afirma ao ressaltar que o trio de parlamentares pediu, apenas, que fosse protocolado o pedido para buscar assinaturas e não a abertura da CPI.

Link destacou que os colegas tem direito de pedir a CPI, mas não podem cometer injustiças. Além disso, ele reforçou que vai esperar o Ministério Público (MP) apresentar documentos da investigação para poder tomar alguma atitude. 

Ao longo das duas horas de sessão, 15 parlamentares usaram a tribuna. Destes, seis nem falaram na abertura da CPI

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Ultimas noticias