20.7 C
Canoas
quinta-feira, julho 7, 2022
0 0

Procuradoria russa ordena controle rígido de empresas que deixam o país

- Advertisement -
Read Time:1 Minute, 0 Second

A Procuradoria russa ordenou, nesta sexta-feira (11), um “controle estrito” das empresas estrangeiras que anunciaram que estão suspendendo suas atividades no país, devido à intervenção militar russa na Ucrânia. 

“Os procuradores vão estabelecer um controle estrito do respeito à lei trabalhista, pagamento de salários e cumprimento de obrigações contratuais”, anunciou o procurador-geral, em um comunicado. 

A declaração assegura que “reprimirá com firmeza” qualquer tentativa das empresas que deixem a Rússia “de não respeitar unilateralmente suas obrigações”. 

Além disso, ameaça adotar ações legais contra empresas que alegarem falência “fictícia, ou premeditada”. 

Após a entrada do exército russo na Ucrânia, muitas empresas anunciaram suspender, ou cancelar, suas atividades na Rússia: da Coca-Cola à H&M, passando por McDonald’s, Ikea, Shell e BP. 

Sem pronunciar a palavra “nacionalização”, o presidente russo, Vladimir Putin, declarou nessa quinta ser favorável à nomeação de administradores “externos” na gestão de empresas estrangeiras que saem do país “para transferi-las para quem quiser fazê-las funcionar”. 

Centenas de milhares de empregos estão ameaçados, em um momento em que as sanções ocidentais que atingem o sistema financeiro russo e sua indústria podem mergulhar o país em uma profunda crise econômica.

Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleepy
Sleepy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %
Ultimas noticias